QUANDO O  SENHOR EDIFICA O LAR

QUANDO O SENHOR EDIFICA O LAR

O Salmo 127 ressalta a importância da vida familiar, convocando as pessoas a construírem lares saudáveis, para que a sociedade seja feliz e segura. Sim, quando os lares são saudáveis, a sociedade reflete isso. Contudo, essa construção precisa basear-se no Senhor e nos Seus valores, e isso é confirmado com a afirmativa “Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor” (Sl.33:12). No texto Sagrado, encontramos respostas para alguns dos nossos conflitos. Quando as pessoas aprenderem o temor a Deus em casa, a nação será premiada com governantes tementes, cidadãos tementes e tudo convergirá para a glória de Deus. Por isso chamamos você à reflexão: QUEM TEM EDIFICADO A TUA CASA?
Um dos aspectos mais impressionantes dessa poesia do Sl.127 é que ela seleciona três das nossas preocupações universais: a construção, a segurança, e a criação de um lar, os empreendimentos e conflitos de uma família, o trabalho de produzir e o de conservar. Quais são os pais conscientes que não projetam o futuro dos filhos? Quais pais amorosos não sonham em deixar um patrimônio para os filhos, ainda que de pequena monta, mas que proporcione ao filho uma mínima segurança para o futuro? Pais amorosos querem a melhor educação, o melhor ensino, a melhor base, a mais promissora promissão para os filhos. Em alguns casos, os pais sonham para os seus filhos “aquele” rapaz ou “aquela” moça que consideram poder acrescentar alguma coisa futura. Na verdade, os pais sonham que seus filhos sejam maiores do que eles mesmos. Todos esses sonhos são legítimos, mas se estiverem submetidos à vontade do Senhor.
Quando o Salmista escreve “Se o Senhor não edificar a casa” (vv.1) está dizendo-nos que, sem o Senhor nenhuma atividade humana para o Reino de Deus será frutífera, que tudo será em vão, inclusive a edificação de uma casa; só teremos sucesso na vida se o Senhor abençoar com Sua presença e auxílio. Ao projetarmos uma família , e colocarmos em prática todas as boas intenções que temos em nosso interior, só seremos bem sucedidos “se o Senhor” estiver à frente.
Na ótica do salmista, “edificar” e “guardar” uma casa eram atividades comuns, realizadas com o esforço humano. Decerto, o ser humano tem suas capacidades naturais e realiza grandes feitos; contudo, todos os seus feitos não se sustentam “se o Senhor não edificar” – eles desmoronarão e a vigilância humana será ineficaz.
Se não houver a dependência absoluta do Senhor, o trabalho será inútil. Ás vezes ficamos obcecados nas nossa realizações (v.2) ; levantamos cedo, dormirmos tarde, comemos o fruto das dores, mas todo resulta em tristeza e angústia. Mas aquele que descansa do trabalho na devida proporção, segundo o salmista, tem uma atitude de confiança para com Deus e liberta-se da ansiedade. Esse mesmo pensamento é expresso por Jesus Mt.6:25. O trabalho daquele que teme ao Senhor não se dá de maneira inquietante e ansiosa.
Ao contrário disso, quando o Senhor intervém, há bênção, o sono tranqüilo é uma dádiva de Deus, que sempre suprirá as necessidades do ser humano naquilo que este produz de melhor.
O mais importante numa relação familiar não é a casa luxuosa que se pode proporcionar aos filhos, nem as roupas caras, automóveis, viagens, etc, embora tudo isso tenha o seu lugar adequado na vida de todos nós. Podemos conquistar os nossos desejos, desde que os tais venham do Senhor e da Sua vontade.
Quando um lar é construído sob a ótica de Deus, os filhos são recebidos com uma responsabilidade que o Senhor outorga aos pais, um mandato divino àqueles que cuidarão da herança do Senhor, o verdadeiro Criador e Sustentador da vida (“os filhos são herança do Senhor”). Se os filhos trazem responsabilidade aos pais em contrapartida, servem à família com seus dons e suas capacidades; biblicamente eles provêm proteção em tempos de tribulação e velhice (“como flechas – arma de guerra- na mão do valente guerreiro), são a força dos pais quando estes forem velhos, como uma defesa contra os inimigos.
Que seja um tempo de consagração e santificação em tua vida, e uma oportunidade ímpar de entregar ao Senhor aquilo que é dEle , permitindo que os teus passos, negócios e família sejam segundo a Sua vontade, porque , “se o Senhor não edificar , o teu trabalho será em vão”.
Que o Senhor te abençoe, sempre.

Pr. Carlos Alberto