A unidade gera bênçãos

A unidade gera bênçãos

“Como é bom e agradável quando os irmãos convivem em união! … É como o orvalho do Hermom quando desce sobre os montes de Sião. Ali o Senhor concede a bênção da vida para sempre” (Salmos 133.1,3)

 “Como é bom e agradável quando os irmãos convivem em união! … É como o orvalho do Hermom quando desce sobre os montes de Sião. Ali o Senhor concede a bênção da vida para sempre” (Salmos 133.1,3)

Se você tem orado por alguma coisa e não parece estar ouvindo Deus, talvez precise chamar alguém para orar em concordância com você. Esse tipo de unidade é uma dinâmica espiritual poderosa, e de acordo com os versículos de hoje, ela é boa e ordena a bênção de Deus.

Quando duas ou mais pessoas entram em concordância, Jesus promete estar com elas, e a sua presença exerce mais poder do que podemos imaginar em nossas vidas e nas circunstâncias que nos cercam. Ele diz em Mateus 18.19-20: “Se dois de vocês concordarem na terra em qualquer assunto sobre o qual pedirem, isso lhes será feito por meu Pai que estás nos céus. Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali Eu estou no meio deles”. Deus também está conosco como indivíduos, mas o nosso poder aumenta quando nos reunimos em unidade e concordância. A Bíblia diz que um pode colocar mil para correr e dois podem perseguir dez mil (ver Deuteronômio 32.30). Gosto desse tipo de matemática!

Em função de a bênção de Deus residir na unidade e de Sua presença estar com aqueles que concordam no Seu nome, o inimigo trabalha diligentemente para dividir as pessoas, gerar conflitos nos relacionamentos e manter as pessoas em divergência umas com as outras. Precisamos entender o poder da unidade e da concordância, e necessitamos exercitar esse poder falando com Deus e ouvindo a Sua voz junto com os outros.

A PALAVRA DE DEUS PARA VOCÊ HOJE: Não deixe de orar com os outros.

Fonte: Devocionais Joyce Meyer